top of page
Buscar
  • Foto do escritorJuan Pablo Culasso

Nada Para Nós Sem Nós


"Nada para nós sem nós" (Latim: Nihil de nobis, sine nobis) comunica a ideia de que nenhuma política, ou estratégia, ou projecto deve ser decidido por ninguém sem a participação plena e directa dos membros do(s) grupo(s) afectado(s) por essa política, estratégia ou projecto.

Embora a sua origem remonte ao início do século XVI, esta ideia começou a ser utilizada no activismo em prol da deficiência durante a década de 1990. James Charlton diz ter ouvido pela primeira vez o termo utilizado nas conversações dos activistas sul-africanos da deficiência Michael Masutha e William Rowland, que tinham ouvido a frase utilizada por um activista anónimo da Europa de Leste numa conferência internacional anterior sobre direitos da deficiência. Em 1998, Charlton usou a frase como título de um livro sobre direitos da deficiência, e o activista dos direitos da deficiência David Werner usou o mesmo título para outro livro.

Em 2004, as Nações Unidas utilizaram a frase como slogan para o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência e está também associada à Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

O mundo de hoje precisa de uma mudança no sentido da sustentabilidade. Vários dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável falam da necessidade de melhorar a qualidade de vida para todos. Especificamente, o SDG 10, Redução das Desigualdades, conta como um dos pilares fundamentais da mudança em direcção a uma sociedade mais inclusiva. Em praticamente todas as áreas, da saúde à economia, da segurança à protecção social, há necessidade de trabalhar para as populações vulneráveis, especialmente nos países em desenvolvimento, e as pessoas com deficiência estão particularmente em risco de exclusão em tais contextos.

Para que estas mudanças sejam eficazes e duradouras a longo prazo, é necessária a participação plena e directa das pessoas, neste caso pessoas com deficiência visual, em todos os projectos, estratégias e políticas de acessibilidade e inclusão. Isto é o que realmente ajuda a quebrar barreiras de atitude, a desenvolver infra-estruturas adequadas e devidamente testadas, a promover o uso da tecnologia, a promover o acesso à educação, a promover mais oportunidades de emprego, e assim por diante.


É por isso que todo o meu trabalho tem a acessibilidade e a inclusão como um denominador comum.

31 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page